segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Amigos do Morro do Espelho: Textos Publicados


Amigos do Morro do Espelho: Textos Publicados

Lições da Política

Tudo tende a verdade. Por incrível que pareça, embora eu houvesse provado dessa verdade escutando Deus em seus comunicados diários, um engenheiro eletricista assim me falou. Ele, contrariando a lógica do mundo dos racionais engenheiros, em seu papel de liderança, resumiu nessa frase, sua experiência de vida.

Analisando com a lógica das ciências humanas e sabendo da fonte criadora, concluo que a frase é um cálculo, uma equação de palavras, cujo resultado é um produto para a vida. Também podemos concluir desta frase, que a verdade não pode ser inventada, nem medida. Ela não é uma opção. É o que é, pronta para ser encontrada e distribuída, de graça, para todos. Basta calcular.

Pois bem, qual ou quais ciências calculam a verdade? Penso num cálculo interdisciplinar, passando por especialistas de várias ciências, até mesmo, já que estamos em meio a um paradoxo, pelas “Ciências” Políticas. O risco é o de que, no momento da participação dos nossos políticos na composição da teoria , a equação se desfaça, e se refaça na prática de outras teorias, deixando para trás todas as demais ciências.

A grande maioria de nossos políticos está longe de ser cientista, e assim me falou um político do município de São Leopoldo que sofre na pele, a pobreza das discussões técnicas das argumentações na casa do povo. A equação que se faz no laboratório do povo, é diminuir por quatro anos ou mais, a participação do próprio povo, porque nessa equação, uma operação de somar, atrapalharia os compromissos com os patrocinadores de campanhas. Legislativo deve ser igual ao executivo, somado ao judiciário e ao interesse da indústria privada. Um mundo ideal, cheio de auto-representantes.

O resultado desta “ciência” política mostra que, na prática, a teoria é outra, gerando as seguintes equações: plano diretor somado à especulação imobiliária é igual à edificações gigantescas na janela do povo, ou, loteamentos em áreas protegidas, desvalorizadas porque são banhados ou vertentes, somados a ação política e amizades companheiras , é igual a aterramentos e edificações criminosas. A verdade disso tudo? Olhem o Rio, as secas, hospitais, educação, abandonos de prefeituras por cargos melhores. Tudo tendeu à verdade de que é tudo feito com mentiras, e de que a política é a industria de seus investidores.

E é assim, cientistas da vida, que estamos vivendo e convivendo. Fechados em nossas casas, vendo o mundo acontecer lá fora, de quatro em quatro anos, sem perceber que a equação de palavras se transforma em números para poucos, mas para muitos, nem a palavra sobra. Comunidade, vamos participar deste cálculo, ajudar a criar esta teoria para que a verdade não seja uma tendência e sim, a nossa verdade. Lembrem-se que a comunidade está além do voto, e esse é o compromisso maior assumido.

Fernando Ferro

0 comentários:

Revisão do Plano Diretor

Motivados pela supressão de áreas verdes e matas nativas na nossa cidade para fins de especulação imobiliária, nós exigimos a imediata REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE SÃO LEOPOLDO!

ASSINE!

Fique sabendo sobre as últimas novidades do "Amigos do Morro do Espelho"

Insira seu email:

Delivered by FeedBurner