quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Amigos do Morro do Espelho: Amigos do Morro do Espelho: Textos Publicados II


Amigos do Morro do Espelho: Amigos do Morro do Espelho: Textos Publicados II


Controle Social. Afinal, qual é o nosso papel?

O povo brasileiro decidiu que o Brasil é um Estado Democrático de Direito a partir do art. 1º da Constituição Federal, 1988. Temos como princípio a soberania, a cidadania e a dignidade da pessoa humana, que congrega o princípio da soberania popular: "todo poder emana do povo, que o exerce por meio de seus representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição". O povo, único titular legítimo do Estado, atribui competências para cada poder, que devem ser exercidas com eficiência e dentro dos parâmetros éticojurídicos.

Nossa democracia é participativa. Decidimos participar da gestão e do controle do Estado brasileiro, e para exercer a gestão e o controle é necessário conhecer como ela se constitui e se organiza.

Esta escolha acarreta na responsabilidade de assumir a realidade que vivemos de forma participativa. A participação é um ato de escolha, de liberdade. Resulta do desejo de cada um. É fruto de perceber-se responsável e capaz de provocar e produzir mudanças.

A vida cotidiana provoca o esquecimento ou mesmo o descaso para com as questões públicas. Deixamos a vida acontecer e somos pegos de surpresa com situações para nos entendidas como resolvidas ou, que parece não nos afetar.

Na esquina da W. Rotermund com a Amadeo Rossi existia uma placa "Área de Preservação", portando protegida. Para meu espanto, encontro esta área sendo oferecida, em material de divulgação, como área para investimento imobiliário. Área pública, privada? Últimos sinais de mata no centro de São Leopoldo. Por que ali? O cidadão tem poder de opinar?

E o bairro São Jose, já olharam? O que foi feito com a área? As nascentes?

Não é ser contra o progresso, mas ter clareza de que estas áreas não serão restituídas nos próximos 50 anos. Qual o valor que as grandes cidades pagam para restituir matas e solo permeável. Vamos cair no mesmo erro? Ou, vamos dar um basta a esta especulação imobiliária irresponsável?

Ficamos chocados com as catástrofes que assola o mundo, enchentes, queimadas, secas, e aqui como estamos exercendo o controle sobre nossas próprias vidas?

Mobilização social não é um ato de manifestação inconsequente, mas sim um grupo de pessoas, uma comunidade que age e procurando um objetivo, buscando o resultado desejado por todos.

É necessário pensar, participar e opinar sobre o que queremos para São Leopoldo, principalmente para zona central, não só visando o hoje, mas principalmente, para o amanhã.


Angela Justo Tramontini

1 comentários:

Adroaldo disse...

Que bom que São Leopoldo tem pessoas com a tua visão de futuro.

Revisão do Plano Diretor

Motivados pela supressão de áreas verdes e matas nativas na nossa cidade para fins de especulação imobiliária, nós exigimos a imediata REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE SÃO LEOPOLDO!

ASSINE!

Fique sabendo sobre as últimas novidades do "Amigos do Morro do Espelho"

Insira seu email:

Delivered by FeedBurner