terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Audiência Pública - Câmara Municipal Lotada para o Bosque São Francisco de Assis



Uma representação considerável marcou o que chamamos de "tentar estar além do voto".
De um lado da Câmara, os representantes, em maciça ausência. Algo raro?
Do outro lado, os outros representantes, em sincronizado e autêntico movimento civil.
Meio confusa esta situação de representantes e representados, numa inversão de papéis característico de ambientes democráticos corrompidos.
Nos falta representantes? Ou nos falta acordos para sermos representados?

4 comentários:

marie disse...

Devemos mandar uma carta oficial para a Prefeitura, assinado por um bom número de nós de repúdio ao descaso com o qual fomos tratados!
Marie

Anônimo disse...

SIm foi uma vergonha a presença, melhor a não presença dos vereadores!
Não pode ficar quieto nãoo!!

Anônimo disse...

FALTA DE VERGONHA NA CARA!

Como pode! A tão pouco tempo, estavam pedindo voto... E agora nos deixam no descaso... Mas vamos firme e fortes na Luta por tão nobre caso!
Salve a Natureza!
Abraços, Edir - Estudante de Teologia - Junto com vocês!

floresurbanas disse...

É constrangedor ver o que se passa na cidade, a tamanha farsa das falas e atos, o tanto que o discurso muda, dependendo do público, e o tanto que questionamentos - ainda que amenos, ainda que dignificantes, ainda que pacíficos - são indesejados. De grande desejo da maioria dos senhores públicos - aliás, donos de nossos cofres e nossas vidas, parece ser a ignorância ampla, geral e irrestrita da sociedade brasileira, para que os princípios da ditadura permaneçam em vigor, e com os pobres enganados celebrando a democracia e a liberdade. Pra compensar - e mais alegremente enganar - coleta-se voto às custas de rebolados compartilhados na avenida, em trágico carnaval! É a nova ditadura da nação. Melhor cancelar a copa, que vamos passar vergonha. que tal?