segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Bairro Morro do Espelho - Obra e Lei do Silêncio

Repetindo a dose do Dia de Finados (feriado nacional de 02/11/2010), a construtora Planta e Obra, no feriado da Proclamação da República, desrespeitou a Lei Municipal de Meio Ambiente n° 6463 , em obra no Bairro Morro do Espelho. Será que alguém se habilitará ou se habilitou a conceder a autorização especial? Falta de respeito com o cidadão.

Art. 452. Sem a devida autorização especial, ficam proibidos os serviços de
construção civil nos seguintes dias e horários:
I - domingos e feriados - a qualquer hora;
II - em dias úteis - nos horários vespertinos e noturnos.


video

3 comentários:

deisebaldo disse...

Os moradores dos fundos da empresa Rossi sofrem há anos com o desrespeito a lei do silêncio à noite e aos finais de semana e ao limite de ruido estrapolado durante o dia. Já providenciamos abaixo assinado e aguardamos uma posição da promotoria em relação a adequação do maquinário barulhento, portas dos galpões que pernacem abertas e horário indevido no funcionamento da empresa. Vamos nos manifestar e cobrar providências.
Deise Baldo

Marcelo Hernandez Borba disse...

Deise,
Coincidentemente, hoje pela manhã, eu e minha mulher estávamos caminhando por ali e comentando como esta parte do bairro poderia ser agradável, não fosse o barulho realmente insuportável.
Estamos nos organizando para que possamos juntos evitar que o bairro e a cidade não caminhem para uma condição que faça seus moradores fugirem para locais com mais qualidade. Conte conosco. Peço, se ainda não o fez, que registre-se pelo link http://amigosdomorrodoespelho.blogspot.com/p/registro.html para receber os avisos de reuniões e discussões.

Anônimo disse...

e o barulho insuportavel dos caes durante a noite toda, aqueles q moram atras do rossi, entre ruas Serafim Vargas, Borges de Medeiros Pastor Ellers; Como punir os responsaveis? As vezes tenho vontade de bater na porta do vizinho e perguntar qual é o remedinho q ele toma pra dormir, e pra nao ouvir o seu cao latir sem parar! De qm é a responsabilidade!!!!
Adriana Guerra - moradora há 38 anos no bairro